MUSEU DE ARTE DE ASPEN SERÁ O ÚNICO LOCAL DOS EUA PARA UMA EXPOSIÇÃO REVELADORA DE ANDY WARHOL

Os diretores do Aspen Art Museum, Nicola Lees, Nancy e Bob Magoon anunciaram que Aspen Art Museum será o único local nos Estados Unidos para uma grande retrospectiva internacional da obra de Andy Warhol, trazendo uma exposição para uma cidade que manteve conexões estreitas e duradouras com o artista e sua obra.

Organizada pela Tate Modern e pelo Museu Ludwig, em Colônia, em colaboração com a Art Gallery of Ontario e AAM, a exposição se concentra nos fundamentos biográficos da prática de Warhol, expandindo especificamente em aspectos menos conhecidos de seu trabalho e personalidade. Estreando em Aspen em 3 de dezembro próximo, Andy Warhol: Lifetimes inova ao lançar um olhar obre o artista como um estranho e separativo, que refez a imagem da América para ressoar com uma sensibilidade estranha.

A exposição mantém uma ligação entre o artista e a cidade que remonta a 1966, quando Warhol foi apresentar o seu trabalho no Aspen Institute. Nesse mesmo ano, ele desenhou e editou o terceiro número da Aspen Magazine.

Ao longo dos anos, ele se esforçou para esquiar e Buttermilk Mountain e festejou muito no amado Andre’s Club de Aspen (localizado na Galena St, seu proprietário era o polonês Andre Ulrych, um mix de artista, empresário e aventureiro) que ele mesmo comparou ao Studio 54. No Aspen Center for the Visual Arts (ACVA), o precursor do Aspen Art Museum, o trabalho de Warhol foi apresentado na exposição inaugural do Centro em 1979 e foi o tema de uma mostra individual em 1984 sua última exposição em museu do trabalho de Warhol no Colorado.

Mantendo a abordagem centrada no artista do Aspen Art Museum, a AAM convidou a artista Monica Majoli a reconceituar a encenação da exposição. “Todo mundo tem sua própria visão de Andy Warhol, uma figura evasiva que é virtualmente sinônimo da cultura popular americana do final do século 20. Mesmo depois de sua morte prematura em 1987, Warhol continua a informar nosso momento contemporâneo por meio de sua compreensão presciente e misteriosa do drama e das consequências do capitalismo na psique americana”, disse Monica. A exposição fica em cartaz até 30 de abril de 2022.

 

13 de outubro de 2021, por Equipe ExpoSKI